Andei

12/20/2011

Andei tropeçando nas palavras, elas vinham sofridas e trôpegas
pareciam bêbadas perdidas nas noites sujas da cidade
andei chorando feito criança que precisa de colo, mimo
andei buscando o impossível como pessoa que jamais desistiu de sonhar
busquei a poesia como válvula
a música como saída
a arte feita na pele como alívio
andei a tua procura, pelas velhas ruas e avenidas
busquei o cheiro dos teus cigarros e perfumes
a sensação da tua presença
mas tudo que quis também partiu…
Andei perdida em meio à perguntas tortas
noites insones e frases sem pontuação
andei ouvindo vozes, choros e lamentos
resolvendo problemas que não eram meus
absorvendo emoções que não me pertenciam
Andei escrevendo poemas imensos sobre sentimentos que deveriam ter sido esquecidos há tempos
Andei redescobrindo as velhas canções e a beleza das minhas antigas rimas…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: