De repente…

11/22/2010

De repente, me veio uma alegria boba

uma lembrança forte e uma vontade louca

De repente, sonhei acordada

Te quis como um delírio

De repente, o poema era a única saída

quis alcançar teu coração que parecia tão distante do meu

De repente, tudo aquilo era bobagem minha

às vezes viajo, crio, invento até o que não existe

De repente, a canção triste encheu meus olhos de lágrimas

me fizeram sentir a distância que nem era tão real assim

De repente, tudo que eu queria era tua voz no meu ouvido

teu corpo colado no meu

De repente, comecei a sentir tua falta

foi tudo rápido demais, não tive tempo de te dizer o que senti

De repente, terminamos sem ter a chance de começar

se tivéssemos começado de um jeito diferente, tudo seria diferente

De repente, é apenas um delírio meu

tua falta de tempo é apenas excesso de trabalho, não uma forma de me afastar

De repente, te vi como um sonho bom

e ainda espero a realidade me surpreender um dia…

Anúncios

Uma resposta to “De repente…”

  1. Mazáaa, sou tua fã!!
    Lindo!
    Adorei!
    bjuss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: