De repente

01/28/2010

De repente tudo ficou assim….

estranho, cinza…

nublado como um dia quente que clama por chuva

de repente as lágrimas vieram em bandos

rolaram pelo rosto suaves como uma carícia…



De repente aquelas cores escureceram

a saudade aumentou… transbordou…

o silêncio só aumentava aquela dor

dor que se fazia física, mas vinha da alma

como se quisesse fugir daquele corpo



De repente o dia acabou…

o escuro da noite acalmou os ânimos

mas a visão foi, mais uma vez, embaçada pelas lágrimas

lágrimas que insistiam… voltavam sempre nos momentos menos oportunos

sozinha… ela chorou mais uma vez



De repente viu que não tinha motivos pra tanta tristeza

percebeu que as pedras eram coisas da vida

que crescia diante das dificuldades

viu que a dor era passageira

que tudo não passava de neurose…



De repente aquela noite virou dia

o sol trouxe de volta as cores perdidas

os olhos vermelhos deram lugar ao sorriso

estava de volta…

de repente era feliz novamente…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: